9 de setembro de 2011

Das coisas que eu gosto.

Gosto mesmo é de dormir em um domingo chuvoso sem se preocupar com a segunda; gosto de dormir abraçada em algo/alguém quente que me faça sentir protegida, gosto de acordar alegre, cantando com vontade de arrumar o guarda-roupa, mesmo que isso tenha acontecido umas três vezes em 18/5 anos. Eu gosto de acordar pensando nele, e gosto mais ainda quando é ele quem me acorda, gosto de ser paparicada, gosto de ser o centro das atenções, mas as vezes gosto de sumir; gosto ainda de olhar fotos velhas ouvindo musicas internacionais pra inspiração aflorar, gosto de sair com os amigos, beber e ter casos no outro dia pra contar. Gosto de sorrir com os olhos, mas só o faço pra quem merece, gosto de mandar, de dar uma de chefona poderosa, gosto ainda de tirar fotos na intenção de receber belos comentarios. Gosto de ser surpreendida, gosto de surpresas, gosto de estar com quem eu gosto, e sentir o gosto bom de ser gostada.
Gosto de tudo que me faça sorrir sem mostrar os dentes, gosto das pessoas que sabem me intrigar, que sabem me fazer pensar nelas, gosto de tudo que me transmita algo bom, que tenha um bom som. Gosto da lua e das estrelas, das estações a primavera e o verão, dentre as belezas a do seu sorriso, dentre as paixões, a minha é o seu olhar, dentre os amores você, dentre os verbos o GOSTAR.

Lahis Nascimento Batista

Um comentário:

brilho de uma lembrança eterna disse...

Perfeito :O
Sabias palavras, e maneiras de se viver