25 de junho de 2011

Mais uma carta de amor.


Querido Pietro.
Faz tanto tempo que não te escrevo algo, tanto tempo que não temos uma data especial comemorada, nossos dias de parar o mundo por aniversários de namoro e afins; já se foram.
Dois meses, faz dois meses que nossas vidas mudaram completamente, nos falta tanto; tanto tempo, tantos abraços e beijos, tanta conversa, tanto carinho, tanta privacidade, ainda só não nos falta amor. E foram nesses dois meses que talvez eu tenha aprendido mais alguns significados pra palavra amar. Aprendi que é muito fácil amar quando estamos descansados, sem problemas na cabeça, sem dores no corpo e na alma; aprendi que é fácil fazer o outro sorrir quando a vida vai bem, quando o mundo não está a desabar em cima da cabeça de uma pessoa só; é fácil amar o outro quando ele está bonito, bem vestido, cheiroso só pra você. Mas talvez isso não seja amar de verdade, não seja o amor verdadeiro; você me ensinou que amar é saber abrir mão de algumas horas pra um descanso alheio mesmo morrendo de saudades, é dar carinho precisando também receber, é não ser correspondido e tentar não se magoar; é dizer palavras doces e positivas com a intenção de reanimar, e roubar um sorriso ou dizer palavras duras e frias sabendo que o que o outro precisa mesmo é descarregar as lagrimas, e então você oferece seu ombro; amar é perder alguns domingos estudando pra uma prova que não é sua, é ligar todos os dias preocupado com a dor de cabeça que o outro lhe disse de manhã, é ser as vezes egoísta e não querer dividir com outros (seja lá quem for) o que você tem como precioso e só seu, é colocar-se muitas vezes antes do outro, pegar pra si algumas dores para poupá-lo de se ferir, é querer ser forte o bastante para derrotar todas as barreiras que podem o impedir de ser feliz ou apenas forte o suficiente para ser capaz de abraçá-lo e deixá-lo chorar sem que ninguém veja. Amor não é coisa fácil, é sentimento valioso; é o que eu sinto quando te avisto de longe ao me esperar com um sorriso lindo e bobo como se olhasse a mais linda do universo, é o que sinto  quando olho em seus olhos, e então tenho a certeza de que se você não me puder fazer a pessoa mais feliz, vai ir além, e quer saber? Eu já acho isso possível. 

Da sua linda; Liz.

Um comentário:

brilho de uma lembrança eterna disse...

Que lindo, inspirador. Me deixou cheia de vontade de encontrar alguém, mesmo ciente de que o amor não se procura, ele é quem nos encontra ^^